quarta-feira, 10 de março de 2010

Dois meses sem você, meu irmão! Saudades eternas...


Ocasião especial



Era com muita dor que aquele homem retirava do guarda roupas um frasco de perfume francês com o qual presenteara

sua esposa quando da sua última viagem ao exterior.

Isto, disse ele, é uma das coisas que ela estava guardando para uma ocasião especial.

Bem, acho que agora é a ocasião, falou demonstrando profunda amargura.

Segurou o frasco com carinho e colocou-o na cama junto com os demais objetos que havia separado para levar à funerária.

Olhou consternado para os pertences guardados, fechou a porta do armário, virou-se para os demais familiares que

estavam com ele e disse-lhes com voz embargada:

"Nunca guardem nada para uma ocasião especial, já que podemos criar a cada dia uma ocasião muito especial."

Independente do valor e do significado dos objetos, muitos de nós temos os nossos guardados para ocasiões

especiais.

São as peças presenteadas por ocasião do casamento, roupas adquiridas para esse fim, salas reservadas para essas

circunstâncias.

Alguns de nós chegamos a ficar neuróticos só de pensar em deixar os filhos brincar na sala de visitas, pois temos

que preservá-la intacta para uma ocasião especial, para receber visitas especiais, como se eles não o fossem.

São todas essas coisas que perdem totalmente o valor quando a ocasião especial é a do funeral de um ente querido.

Um filho que se vai, sem que o tenhamos deixado tomar café naquela xícara rara que herdamos da nossa bisavó.

O esposo que se despede sem poder contemplar a esposa vestindo a lingerie nova que lhe deu de presente no último

aniversário de casamento.

No campo dos sentimentos também costumamos fazer as nossas economias para ocasiões especiais.

É aquela frase mágica que estamos guardando para dizer num dia muito especial...

Uma declaração de amor que estamos preparando para dizer quando as circunstâncias forem propícias...

Um gesto de carinho que evitamos hoje, por julgar que a pessoa ainda não está preparada para receber.

Um pedido de perdão que estamos adiando para um dia que nunca chega...

A carta a um amigo que não vemos há tempos, pedindo notícias.

A conversa amistosa com alguém que nos considera um inimigo, a fim de esclarecer dúvidas e resolver pendências,

enquanto estamos a caminho, como aconselhou Jesus.

Enfim, pensemos que cada dia, é um dia especial.

Cada hora é uma hora muito especial...

Cada segundo é um tempo especial para se criar uma ocasião perfeita e fazer tudo o que deve ser feito.

Não vale a pena economizar as coisas boas.

É preciso viver intensamente cada fração de tempo que Deus nos permite estar em contado com as pessoas que

nos rodeiam.

As palavras de carinho que deixamos de dizer...

As promessas que deixamos de cumprir... As flores que deixamos de ofertar...

A mensagem de esperança que não espalhamos...

De tudo isso poderemos nos arrepender amargamente quando, numa ocasião especial, estivermos partindo deste

mundo, ou nos despedindo de alguém que parte. Pense nisso!

Evangelize..

2 comentários:

Shirley disse...

Eme, que linda reflexão! Acho que hoje, lembrar de seu irmão e externar suas saudades definitivamente é uma situação especialíssima, né? ;-) Bjão, querida!

Gil Mendes disse...

OI EME. LINDA TUA MSG. REALMENTE CADA DIA Q VIVEMOS É UM RESENTE. E UM PRESENTE ESPECIAL DE DEUS. APESAR Q CREIO Q HA OUTRA VIDA. ESTE É O MEU CONSOLO. ESPERO UM DIA PODER REENCONTRAR MEU IRMAO QUERIDO Q TAO CEDO NOS DEIXOU. AGORA DIA 17 FARÁ 1 ANOS DA PARTIDA DELE, E TE DIGO, AINDO LEMBRO DELE COMO SE FOSSE HOJE. A SAUDADE SEMPRE IRÁ TE ASSALTAR, VC SÓ NAO SENTIRA TANTA DOR QTO AGORA Q ESTÁ TAO RECENTE. FORÇA AMIGA E FÉ EM DEUS. ABRAÇÃO.